Tabela de medidas: Como fazer e por que é tão importante

 Tabela de medidas: Como fazer e por que é tão importante

Vender roupas pela internet não é uma tarefa fácil. Sem ter como provar, os clientes se baseiam em medidas aproximadas do seu biotipo para comprar, como P, M, G. Ou então em números, como 36, 40, 44 e por aí vai. 

Mas e quando o M é muito largo? Ou então o tamanho 42 fica muito apertado? É aí que entra a tabela de medidas.

Contudo, engana-se quem pensa que as tabelas são úteis apenas para roupas. Elas também servem para uma série de outros produtos, como caixas, quadros, utensílios e principalmente produtos artesanais. 

Para que serve

Elas servem para mostrar ao cliente qual o tamanho exato daquela peça, para avaliar se o tamanho do produto é compatível com o que ele imagina. Isso ajuda a evitar trocas, devoluções  e aumenta a satisfação de quem compra.

No caso de roupas, serve para orientar o cliente sobre as medidas certas para o seu corpo. E se tratando de produtos, é de grande ajuda para entender a dimensão do que se está adquirindo. 

Parâmetros como largura, altura e profundidade darão mais segurança ao consumidor e consequentemente, mais satisfação ao receber um produto como o esperado.

Alta taxa de devolução

Embora existam referências de medidas de roupas, por exemplo, que mostram se o tamanho da peça é pequeno, médio ou largo, elas não são exatas e podem variar bastante. Este é um dos principais desafios do mundo da moda. 

A falta de um padrão de modelagem tem sido um problema tanto para varejistas quanto para consumidores. Principalmente por causa da alta taxa de troca ou devolução, que aumenta ainda mais os custos operacionais.

De acordo com o  artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor, os clientes que compram pela internet podem devolver um item em um intervalo de sete dias por “não gostarem” ou simplesmente “ por arrependimento”.

Como funciona no mundo da moda

Sem um padrão único, as marcas de roupa normalmente se baseiam e se adaptam ao biótipo dos seus clientes e do público-alvo.

Por isso, muitas confecções criam suas próprias tabelas de medidas e a variação das modelagens.

Mercado internacional

Quando falamos sobre roupas que vêm de fora, as diferenças são ainda mais segmentadas. Peças que vêm da Ásia, por exemplo, são um pouco menores que o tamanho comum feito no Brasil ou na Europa.

Por esse motivo, quando se revende roupas internacionais, é necessário entender se uma roupa categorizada como  “P” não será considerada um “PP” ou um “M” no Brasil.  

 E se o cliente recebe algo que não se encaixa no seu biotipo, é provável que fique chateado e não compre mais da sua loja.

Tabela de preços no MarketPlace

Se já é difícil tentar descobrir o tamanho exato de uma peça em apenas uma loja, imagine o tamanho do problema quando falamos de MarketPlace!

São centenas de lojas espalhadas pelo Brasil (e pelo mundo) com formatos e tamanhos bem diferentes, o que pode ser um desafio ainda maior para os clientes.

Então, o que fazer?

Porque você deveria fazer uma tabela de medidas

Criar uma tabela de medidas, auxilia na confiança do consumidor em adquirir o item da sua loja. Quando ele se baseia na tabela estabelecida, ele consegue imaginar o tamanho do produto ou da roupa, o que trás mais segurança para finalizar a compra.

Isso também auxilia em uma taxa cada vez menor de devoluções ou trocas, pois o cliente tem uma noção maior do que está comprando. 

O que você perde em não fazer uma tabela de medidas

Quando o cliente só possui padrões simples, como números e letras, ele pode ficar inseguro em comprar de você, pois ele não tem certeza se aquele item vai ser útil para o seu propósito.

Isso pode levar até a desistência da compra ou a migração para um concorrente.

Uma vez que o cliente não recebe o esperado, ele também pode ficar insatisfeito. Reação que resulta em devoluções, trocas e até na não escolha da sua loja em compras futuras.

Tabela de medidas em roupas

Há iniciativas no Brasil que buscam criar um parâmetro nacional de medidas. Em 2009, por exemplo, a norma NBR-15800 elaborou um padrão para roupas infantis e em 2012 a norma NBR-16060 também fez o mesmo com as peças masculinas. 

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), junto ao SENAI-CETIQ, é outra iniciativa que estuda a criação de um padrão nacional para roupas femininas há alguns anos.

Inclusive, ela publicou em seu catálogo a nova norma para decidir a nova norma padrão no final de 2021, que também abrange dimensões de centímetros de cada peça, não somente por letras;

Além de marcar o tamanho, as marcas que aderem às normas, também acrescentaram o biotipo para quem a peça foi feita. Talvez você já tenha visto uma silhueta desenhada em uma etiqueta de uma calça, não?

Produtos 

No caso de produtos, indicar o máximo de detalhes possíveis é essencial. Pense como se não tivesse uma foto: como você a descreveria?

Além de escrever uma boa descrição, você também precisa passar a dimensão do produto. Se você vende diferentes tipos de caixas, por exemplo, quais são as larguras de cada modelo? E a altura? E a profundidade?

Como fazer uma tabela de medidas: Dicas

Embora ideal, padrões como as normas ABNT para roupas, não são obrigatórias. Principalmente quando o revendedor repassa peças feitas em outros países.

Por isso, elaboramos algumas dicas que podem te ajudar a vender com mais assertividade:

Corpo X Peça

Uma vez que a medida é baseada no corpo e não na peça, é levado em consideração o caimento, estilo, elasticidade e tecido da roupa. 

Medidas únicas

Outro ponto essencial para manter a confiança do cliente, é mostrar as medidas das peças de forma única. Isso serve para mostrar ao cliente o tamanho de cada peça de forma individual. 

Auxilie o cliente a entender qual a sua medida para aquela roupa, indicando o tamanho do busto, da cintura, dos ombros, o comprimento e por aí vai.  

O ideal é construir tabelas de medidas específicas para cada item. Embora seja trabalhoso, isso vai ajudar a aumentar a satisfação do cliente.

No caso de produtos, mostrar que eles estão disponíveis em tamanhos específicos ajudam o cliente a imaginar a peça. 

Converta os tamanhos

Se você vende produtos de outros países, como roupas, por exemplo, converta os tamanhos para que os seus clientes saibam o que estão levando para casa, uma vez que a sua loja está no Brasil. 

MarketPlace

Outra coisa que também é importante ressaltar, é que alguns marketplaces já possuem um espaço próprio para colocar tabelas de tamanhos. 

Caso venda em um espaço que não tenha, envie a sua própria tabela junto com as fotos, se possível, o último arquivo.

Compartilhe esse conteúdo

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
E-mail

Conteúdo relacionado