O que é um código EAN e qual a sua função para quem vende

 O que é um código EAN e qual a sua função para quem vende

Se você nunca ouviu falar sobre o código EAN, talvez é porque o conheça como o famoso código de barras, usado em todos os produtos industrializados. Mas para que serve?

Primeiro, é importante entender do que se trata. EAN é uma sigla em inglês para European Article Number, criada na Europa. Nada mais é que listas com uma sequência numérica de 13 dígitos. 

Mais do que identificar o produto, o código EAN possui todas as informações importantes de qualquer item, como país de origem, fabricante, o tipo de produto e claro, o dígito verificador.

Como funciona:

É importante ressaltar que os números podem variar de acordo com o produto e o fabricante, mas a soma sempre será 13. 

Em geral, eles são divididos assim: 

  • País de origem: Os 3 primeiros números;
  • Fabricante: 4 ou 6 dígitos seguintes;
  • Produto produzido: Composto por outros 3,4 ou cinco dígitos;
  • Dígito verificador: Apenas um número. 

O dígito tem a função de ajudar na segurança da leitura do código EAN.

Importância do Código EAN no MarketPlace

Quando pensamos em várias marcas em um só lugar, o código torna-se um importante aliado na construção de uma inteligência de mercado, precificação e reputação. 

Por isso, na maioria das plataformas de MarketPlace o código de barras é exigido em todos os produtos registrados para a venda.

Se os seus produtos não possuem o código EAN, é importante fazer o quanto antes, se quiser vender online

Isso porque a maioria (senão todas) das plataformas de marketplaces solicitam na hora de colocar um produto para a venda. É como se a loja online fosse uma loja física, por exemplo. O item só é vendido depois que passa no “BIP” do caixa. 

O que significa as barras do código EAN?

As barras são uma espécie de QR Code, que servem para a leitura das máquinas. Mas ao invés de direcionar para algum link, o código EAN vai proporcionar uma comunicação direta com o banco de dados de uma empresa.

Para que serve o código EAN?

A finalidade do código de barras é bem simples. Ele é usado para um controle interno das vendas de cada produto de uma companhia. 

Isso auxilia em uma gestão maior do que é vendido, como o monitoramento da quantidade dos itens, o que foi comprado, quais os produtos estão em estoque, de onde ele veio e por quem foi produzido. 

Controle maior

Trata-se de um código exclusivo que nunca se repete e nem pode ser utilizado em itens diferentes.

Isso ajuda na diminuição das falhas. Com um controle maior de rastreamento e identificação, fica difícil ter algum problema, como o sumiço do produto, por exemplo. 

Na verdade, através do código de barras é possível encontrar até discrepâncias, erros, mudanças e possíveis problemas durante uma comercialização internacional de importação ou exportação. 

Se você vende alimentos, por exemplo, ele pode servir de grande ajuda no controle da data de validade, evitando desperdícios ou produtos vencidos nas prateleiras.

Consulta do código EAN online

O EAN também pode servir como uma espécie de consulta pública. Há sites onde você pode escrever o código de um produto, e a página vai mostrar o nome do item e até uma breve descrição. 

Como gerar um código EAN?

Se você revende produtos ao invés de confeccioná-los, é importante ressaltar que eles são gerados pelo próprio fabricante.

No entanto, se você produz por conta própria, a sua empresa precisará gerar o próprio código de barras.

Para isso, é preciso ter um cadastro na Associação Brasileira de Automação (GS1 Brasil). É importante ressaltar que esse cadastro gera uma pequena taxa. 

Licença 

O GS1 também irá solicitar alguns documentos necessários, que poderão ser enviados por e-mail ou via correios.

Se a papelada estiver ok e o boleto de cadastro pago, você receberá uma licença para gerar código de barras em um site chamado Cadastro Nacional de Produtos (CNP). 

Se você achar que gerar código EAN for uma tarefa difícil, há  algumas empresas especializadas que prestam este serviço no Brasil.

Como imprimir o código de barras?

Pegue qualquer produto que esteja perto de você. Como você pode perceber, o código EAN é impresso na própria embalagem. Essa é a maneira ideal de impressão.

Caso a embalagem já esteja pronta e impressa, você também pode colocar o código em etiquetas adesivas, para colar na parte externa. 

Ou então, em pequenos papéis que possam ser presos ao produto.

É importante que estas etiquetas sejam feitas com materiais duradouros, ou seja, não apaguem o código facilmente e dificultem a leitura.

Outros tipos de código

Além do código EAN, há pelo menos outros dois códigos importantes impressos nos produtos, o UPC e o DUN.

Diferenças entre o EAN e o UPC

Bem parecido com o EAN, o Universal Product Code (UPC), também conhecido como Global Trade Item Number (GTIN), é um outro código universal, utilizado nos Estados Unidos e no Canadá.

A principal diferença visível é a quantidade de números. Enquanto o código EAN possui 13 números, o UPC tem apenas 12. 

Mas é importante ressaltar que essa pequena mudança pode gerar uma grande dor de cabeça, na hora de exportar o seu produto para fora do país. 

Se o item for importado para um dos dois países, o código não poderá ser o EAN, mas o UPC. Por isso, é preciso entender qual o destino dos seus itens antes de gerar.

Diferenças entre o código EAN e o DUN 

Diferente do código de barras, que serve para criar um reconhecimento individual de cada produto, o DUN é um código extra, que serve para a identificação do lote.

Ele é muito utilizado por comerciantes que compram e vendem grandes quantidades. O código DUN está presente em grandes levas, como contêineres e paletes, ou simplesmente em caixas com pequenas quantidades de itens.

Ele ajuda a otimizar o tempo e a produtividade da logística, principalmente se tratando de grandes remessas ou estoque.

O que é o código SKU e qual a diferença do EAN

Primeiro é importante ressaltar o que significa o SKU. O Stock Keeping Unit nada mais é que um outro código bastante utilizado na gestão de armazéns.

Ele serve para atribuir uma codificação única aos produtos, útil na manutenção e gestão dos estoques.  

O código de barras pode ser utilizado com SKU?

Embora parecidos, eles são diferentes. Por isso, muitos lojistas usam o próprio código EAN com essa função, o que não é aconselhável, pois pode prejudicar a  estratégia de crescimento de um negócio.

É importante entender que o SKU é uma forma de controle de logística para cada empresa. Já o código de barras, serve para ser lido pelo leitor eletrônico.

Outro ponto a se destacar é que o SKU também não é o DUN, mas um código de controle interno da sua loja virtual ou online.

Sequência diferente

Isso porque ele não possui um padrão pré-determinado. Enquanto os códigos do EAN e o UPC possuem um padrão com uma limitação numérica, o SKU pode se estender e incluir tanto números como letras. 

O que consequentemente, pode causar confusões e coincidências entre os números, por isso não é aconselhável usá-lo de forma errada. 

Compartilhe esse conteúdo

Facebook Twitter LinkedIn Telegram WhatsApp Email

Conteúdo relacionado