Modelo de fluxo de caixa: como fazer planilhas de controle

 Modelo de fluxo de caixa: como fazer planilhas de controle

O fluxo de caixa é a ferramenta que controla a entrada e saída de dinheiro do caixa de uma empresa.

Existem diferentes modelos de fluxo de caixa. Isto é, diferentes maneiras de realizar o controle das finanças empresariais.

É de extrema importância estar atento à gestão do capital, principalmente quando se é um pequeno produtor.

Empreender não é uma tarefa fácil e é por isso que a Mais ETC busca acolher e apoiar o novo empreendedor ou empreendedora.

Neste artigo, vamos te mostrar algumas formas de se fazer o fluxo de caixa na prática. Boa leitura!

O que é fluxo de caixa?

O fluxo de caixa é uma ferramenta de controle financeiro, onde se registra e analisa a entrada e saída de dinheiro de um negócio.

Coletar dados do tipo é fundamental para a sobrevivência de uma empresa, visto que são úteis para análises a curto e longo prazo.

Uma das principais utilidades do fluxo de caixa, por exemplo, é a previsão de valores futuros.

Ainda, ao monitorar o fluxo de caixa, é possível entender o que tem causado alguns problemas nos gastos.

Nós estamos dispostos a te ajudar em todos os sentidos. Afinal, ser um pequeno produtor local é desafiador, mas é preciso saber que se pode contar com comunidades colaborativas, como a nossa.

Como fazer fluxo de caixa?

Empreendedor usando um notebook mostrando como fazer fluxo de caixa de um negócio

O fluxo de caixa pode ser administrado de diversas formas. Os modelos de fluxo de caixa mais utilizados são a tradicional planilha em Excel e os softwares de gestão financeira.

Vamos te ensinar as básicas etapas de um fluxo de caixa. Confira:

Registre todas as previsões de despesas

É preciso registrar todas as suas despesas. Geralmente, se analisam diversos pontos, como:

  • aluguel;
  • hospedagem de site;
  • gasto para envio de produtos (embalagem, correios e transporte);
  • conta de luz;
  • conta de água;
  • pagamento da remuneração de colaboradores;
  • compra de produtos.

Ainda, é preciso considerar algumas parcelas de vendas que ainda não foram pagas, pois pode ocorrer inadimplência.

Registre todas os recebimentos (ganhos)

Os recebimentos são tudo o que você recebe em vendas. Ou seja, aquilo que já foi pago. Aqui não entra apenas lucro, mas todo tipo de entrada de caixa.

Créditos bancários também podem ser registrados, mas devem ser tratados de forma diferente, pois esse dinheiro deverá ser devolvido.

Crie um modelo de fluxo de caixa numa planilha

Utilize planilhas para organizar o seu fluxo de caixa. É importante seguir regras universais, mas o documento pode ser construído de acordo com o modelo do seu negócio.

As planilhas de fluxo de caixa são importantes para formalizar os valores constatados e os organizar.

Não esqueça de que ela deve ser atualizada dentro de um período de tempo. De acordo com a sua necessidade, a atualize semanalmente ou mensalmente.

Contrate um sistema financeiro, se necessário

Um sistema financeiro pode ser necessário em alguns negócios. No entanto, para migrar das planilhas para um software de gestão, considere alguns pontos.

Primeiro, entenda se a situação financeira da sua empresa está difícil de ser controlada manualmente. Também busque saber quais processos demandam mais tempo.

Com isso, entenda qual é a sua possibilidade de investimento. O próximo passo é analisar as opções de sistema financeiro no mercado.

Busque o melhor custo-benefício, logo que o seu negócio é de pequeno porte.

Depois de escolhido, explore ao máximo o sistema, pois você precisa entender profundamente como ele funciona.

Alguns softwares podem ser levados com um profissional da empresa de contabilidade, por exemplo.

Existem também aqueles que são majoritariamente controlados por uma empresa especializada.

Modelo de fluxo de caixa: quais os tipos?

Existem algumas maneiras de se realizar o fluxo de caixa para aplicar no modelo que você optou. Dentre eles, podemos citar:

  • Direto: faz a gestão das receitas e despesas em valores brutos, isto é, sem considerar variações (descontos);
  • Indireto: se baseia na Demonstração do Resultado do Exercício (DRE);
  • Operacional: leva em consideração a operação do negócio ao analisar as entradas e saídas;
  • Livre: inclui o saldo positivo empresarial após todos os gastos;
  • Projetado: busca estimar a condição financeira do negócio;
  • Descontado: tem como objetivo traçar um objetivo financeiro da empresa, levando em consideração descontos e riscos.

Por fim, podemos citar o modelo de fluxo de caixa para investimentos. Nele, é possível entender se os investimentos realizados pela organização estão sendo benéficos ou prejudiciais.

Planilha modelo de fluxo de caixa

Notebooks abertos sobre a mesa e empreendedores mexendo em papelada enquanto usam modelo de fluxo de caixa

A planilha de fluxo de caixa é um documento em Excel em que os responsáveis pela área financeira preenchem e analisam a situação capital da empresa.

Nela, todos os valores devem ser inseridos, como receitas e custos, sejam eles fixos e/ou variáveis.

Existem alguns modelos de fluxo de caixa em planilha disponíveis para download. O Sebrae, que busca ajudar empreendedores, possui uma opção gratuita de planilha de fluxo de caixa disponível.

O mais interessante dos modelos de fluxo de caixa em planilha é que eles facilitam a visualização de projeções de vendas, pagamentos e recebimentos.

A Mais ETC tem como objetivo ajudar pequenos empreendedores a se destacarem no mercado.

O trabalho realizado por nós tem como objetivo transmitir o propósito do seu trabalho. Até porque acreditamos que a sua produção deve impactar o mundo de alguma forma.

Estamos aqui para oferecer todas as ferramentas necessárias para que os seus produtos atinjam mais pessoas de forma positiva.

Para isso, contamos com uma plataforma de Marketplace completa, onde a taxa de comissionamento é fixa.

Além disso, contamos com uma comunidade colaborativa que visa agregar valor e conhecimento para a sua produção.

Junte-se à nossa comunidade e confira mais dicas valiosas! 

Conclusão

Um dos principais erros que se encontra entre empreendedores iniciais é a falta de uma gestão organizacional assertiva.

Ter processos bem definidos, como um modelo de fluxo de caixa, faz toda a diferença para o crescimento do negócio.

Não é possível levar um empreendimento à frente quando não se organizam dados financeiros.

Eles serão indispensáveis para lidar com momentos mais complicados, pois possibilitam identificar quais são os valores que têm causado algum problema.

Assim, a gestão pode trabalhar em prol de estratégias para contornar crises.

Caso tenha gostado deste blog, também recomendamos a seguinte leitura: “Comunidade Colaborativa no MarketPlace: Por que é importante?”.

Compartilhe esse conteúdo

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Conteúdo relacionado