Frete no MarketPlace na +ETC: Quem paga?

 Frete no MarketPlace na +ETC: Quem paga?

Ao navegar em algum site de MarketPlace, talvez você já tenha se deparado com alguma promoção com frete grátis, frete fixo ou entrega rápida, não é mesmo? 

O frete pode ser feito tanto pelo vendedor (também chamado de seller), quanto pela plataforma. Contudo, é importante escolher com cuidado, pois isso pode influenciar e muito na escolha do cliente. 

Segundo uma pesquisa do E-commerce Trends, 80% das compras não são concluídas por causa do frete.  

Foto: Freepik

Logística do Maketplace

Primeiro, é importante entender a logística. 

Este é um dos principais desafios enfrentados por alguém que pensa em colocar o seu negócio na internet. Seja em um MarketPlace ou fora dele, é uma chave importante que pode influenciar até no custo do produto.   

Tabela de preços e contratos com o Correio são fatores desanimadores para qualquer um. Mas calma, conforme as vendas online crescem, é cada vez mais fácil enviar uma mercadoria. 

Como funciona o frete no MarketPlace

Estes serviços, embora exclusivo de cada site, funcionam de maneira bastante parecida: A plataforma de vendas toma conta de toda a gestão do envio para o cliente, seja através dos Correios ou por meio de transportadoras.

Uma vez que a compra do pedido é confirmada, o site disponibiliza uma etiqueta de envio, para que o vendedor imprima e anexe ao pacote.

Depois disso, é só levar o produto até aos Correios ou ao ponto de coleta da plataforma. 

Sem vínculo com o MarketPlace

Contudo, o envio dos produtos não precisa se limitar a contratos feitos com a plataforma de vendas, o vendedor também pode firmar um contrato próprio com os Correios ou com transportadoras.

Embora demande um pouco mais de esforços, facilita a vida de quem além do MarketPlace, também vende por conta própria, por meio das redes sociais, por site próprio ou até por outras plataformas. 

Como funciona a tabela de fretes

Uma vez que o lojista assume a responsabilidade do envio, é necessário estabelecer um contrato com os Correios ou alguma transportadora. 

Ele também vai precisar disponibilizar uma tabela de fretes ao MarketPlace, para que a plataforma divulgue o valor correto no anúncio da mercadoria.

Outros tipos de envio

As opções mencionadas acima são as mais comuns. Mas também há outras formas de envio, que variam de acordo com a plataforma de vendas. 

Como por exemplo, o serviço de coletas. Ele é feito por empresas que possuem o sistema próprio de logística, que busca na loja ou no ponto de distribuição do vendedor os produtos que serão enviados. 

No entanto, essa opção geralmente é voltada para lojistas que possuem um fluxo grande de encomendas.

Fulfillment e Cotação de Frete

Outra forma pensada é o chamado Serviço Fulfillment. Aqui, o MarketPlace se responsabiliza por toda a logística do seu negócio. 

Ele apenas separa os produtos e envia ao centro de distribuição da plataforma, que faz todo o processo de envio, incluindo a organização do estoque, a emissão da nota fiscal, preparação da encomenda e envio.

Ou então, uma vez que o vendedor quer enviar fora do MarketPlace mas não possui quantidades grandes de envio para metas de contratos com uma transportadora, ele também pode optar pela Cotação de Fretes. 

Assim, o vendedor tem a possibilidade de contratar serviços de entrega com condições mais atrativas, além de comparar valores e prazos de vários lugares.

Foto: Freepik

Quem paga o frete e qual o valor?

De uma forma ou de outra, quem paga o frete é sempre o vendedor. Alguns MarketPlaces oferecem descontos progressivos, que variam de acordo com o fluxo de venda de cada loja, por isso, o frete pode variar dentro de uma mesma plataforma.

Os valores de frete que ficam nos anúncios são calculados de acordo com contrato com o MarketPlace. Preço que pode variar de acordo com as medidas da mercadoria. 

Diferentes formas de envio

Há várias formas de enviar um produto. Elas podem ser mais caras ou mais baratas, tudo vai depender do tipo de envio, que também pode variar. 

Sem contar com o acordo feito com o MarketPlace. Serviços Fulfillment, por exemplo, vão pedir uma comissão maior. Mas cabe entender a política de cada plataforma. 

Entenda:

Tipos de entrega

PAC

Este é o serviço com o menor custo. O valor pode ser influenciado de acordo com o cálculo do frete, que como dito, é baseado no CEP para envio e dimensões do produto.

Há também a possibilidade de serviços adicionais, como o aviso de recebimento. Isso pode somar ao valor final ao lojista.

Nos Correios, essa opção abrange todo o país, mas há algumas limitações. Como por exemplo, uma quantidade máxima de peso e tamanho. Para o envio no mesmo estado, por exemplo, o máximo permitido é 50 kg, enquanto para outros estados é limitado a 30 kg.  

O lado ruim é o prazo máximo de entrega, que pode passar de duas semanas.  

Entrega Expressa

Aqui o preço cobrado é maior, mas em compensação, o prazo do frete é menor. Ele é bem parecido com a entrega econômica, a única diferença é que é tratado como uma “urgência”.

Nos Correios, é conhecido como o famoso “Sedex”. 

Frete Fixo

Aqui, uma taxa única é cobrada pela entrega, independente do tamanho do pacote ou da distância do destino. Contudo, é importante entender o seu público, para que a opção não se transforme em dor de cabeça.

Quando se estabelece um frete fixo, a loja pode ter vantagens em entregas mais perto e desvantagens em entregas mais distantes.

Como escolher a melhor opção?

Há duas coisas a se considerar para escolher uma forma de envio para o seu negócio: o fluxo das encomendas e o quanto você está disposto a pagar pelos serviços. 

Para vendedores mais ocupados, o mais aconselhável é firmar um contrato com o próprio MarketPlace. Assim, a única preocupação será imprimir a etiqueta.

 Frete grátis no MarketPlace

O frete grátis é uma estratégia de vendas muito comum, não só em lojas grandes, mas em pequenos negócios também. Ele ajuda a deixar o produto mais atraente.

Sem contar que, uma vez que se estabelece um valor mínimo para garantir o benefício, a técnica pode garantir uma compra maior. 

Essa é uma opção que também pode entrar no MarketPlace, mas cabe ao vendedor entender se cabe ou não na sua marca. 

Há plataformas que cobram uma taxa a mais no custo do produto para que a mercadoria entre no programa de cupons de frete grátis.

Compartilhe esse conteúdo

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Conteúdo relacionado