Empreendedorismo sustentável: exemplos de ideias de negócio

 Empreendedorismo sustentável: exemplos de ideias de negócio

O empreendedorismo sustentável tem como objetivo realizar uma atividade que gera lucro, mas que também demonstra uma preocupação quanto ao impacto social e ambiental.

Diversas empresas têm adotado esse tipo de prática, não só por uma questão de ser uma tendência, mas por conta de seus valores e crenças.

O pequeno empreendedor pode se perguntar como pode contribuir para a saúde do planeta quando se atua com recursos mais limitados.

Nesse sentido, nós da Mais ETC vamos te explicar algumas soluções para praticar esse tipo de empreendedorismo.

Acompanhe a leitura!

O que é empreendedorismo sustentável?

Empreendedorismo sustentável é uma prática adotada por empresas, públicas e privadas, que, além de buscar a rentabilidade, também se preocupam com o meio ambiente e a sociedade.

Antes de explicarmos melhor sobre essa forma de empreender, é preciso entendermos melhor o conceito de sustentabilidade.

Sustentabilidade, sobretudo, desenvolvimento sustentável é aquele em que se busca alcançar as necessidades atuais, mas sem que os recursos sejam esgotados, tornando possível assim que as próximas gerações possam utilizá-los.

A partir do conceito, entende-se que os empreendimentos humanos, sejam eles de qualquer tipo, devem preservar:

  • o meio ambiente;
  • a economia;
  • a sociedade.

Desse modo, o empreendedorismo sustentável deve ser viável economicamente e preocupado com questões sociais e ecológicas.

As estratégias para realizar esse tipo de empreendedorismo já são existentes, mas ainda não adotadas por grande parcela das empresas mundiais.

A fim de estabelecer maior claridade aos objetivos que devem ser visados ao adotar práticas sustentáveis, a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Os 17 objetivos devem ser alcançados em até 2030, como propôs a ONU às nações integrantes.

Diferença entre empreendedorismo ambiental, empreendedorismo sustentável e empreendedorismo verde

A diferença entre empreendedorismo ambiental, sustentável e verde está no foco principal de cada um dos termos.

O empreendedorismo ambiental é adotado por empresas que entendem a sua responsabilidade ambiental em seus negócios.

Isso contempla práticas como fonte de matérias-primas e recursos, bem como impactos gerais.

Por sua vez, o empreendedorismo verde também tem como foco o meio ambiente. Sendo assim, companhias que empreendem dessa forma buscam preservar a natureza a partir de suas práticas.

No final das contas, os empreendedorismos ambiental e verde não apresentam uma grande distinção.

Já o empreendedorismo sustentável contempla mais do que apenas o meio ambiente. Ela busca o crescimento econômico, considerando os impactos sociais e ecológicos.

Importância do empreendedorismo sustentável

Empreendedora com notebook sobre a mesa trabahando e ideia de empreendedorismo sustentável

O empreendedorismo sustentável é cada vez mais buscado por pequenas e médias empresas.

Uma pesquisa realizada pelo Capterra, empresa de seleção de softwares, constatou que 71% dos pequenos e médios empreendimentos brasileiros entendem que as práticas sustentáveis geram sucesso.

O estudo diz que os clientes, funcionários e a imagem da empresa foram beneficiados pelas novas ações.

As soluções mais buscadas foram a reciclagem, o uso de plataformas online para reduzir papel e a redução ou eliminação do uso de plástico, além de outras práticas sustentáveis.

Contudo, cabe ressaltar que as práticas sustentáveis, além de imprimirem benefícios aos negócios de todos os portes, elas também beneficiam o planeta e suas estruturas como um todo.

Não à toa, a pesquisa identificou que a principal motivação por adotar a sustentabilidade nos negócios é simplesmente por fazer parte de uma boa causa.

Como empreender de forma sustentável? Dicas

Confira algumas dicas de como adotar ações sustentáveis em seu negócio:

1. Ter política de resíduos

É importante revisar ou até mesmo estabelecer uma política de resíduos. Comece a identificar a geração de resíduos. Então, busque utilizar todo o material em sua totalidade, para não restar tantos restos.

Contudo, caso haja o descarte, é preciso que ele seja feito de forma consciente. Cheque a Lei nº 12.305/10 trata-se da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Os produtos recicláveis podem ser devidamente separados e entregues para coleta específica ou para cooperativas de catadores.

Os orgânicos podem fazer parte de compostagem. Já os que podem apresentar riscos, como pilhas, baterias e pneus, devem ser descartados corretamente.

2. Criar iniciativas sociais e ambientais

As iniciativas sociais e ambientais devem ser realizadas. No campo ambiental, é possível reduzir o gasto de recursos, bem como o uso de materiais poluentes ou danosos.

Já na área social, pode-se pensar em comprar matéria-prima de pequenos produtores, bem como disponibilizar uma pequena quantia do preço dos produtos para alguma instituição de pessoas em vulnerabilidade.

Existem diversas alternativas que poderão se adequar a todo modelo de negócio.

3. Uso eficiente de recursos

Os recursos naturais devem ser utilizados de forma eficiente, mas sem que haja qualquer tipo de desperdício.

Caso utilize água, por exemplo, busque perceber vazamentos ou usos desnecessários. A água ainda pode ser reutilizada em alguns casos.

A energia também é um recurso que deve ser economizado. Pensar em espaços com boa entrada de luz natural faz com que não seja necessário utilizar tantas lâmpadas acesas.

Locais bem arejados dispensam o uso de ar condicionado. É uma boa dica ao alugar uma loja ou então, no caso de lojistas virtuais, para adaptar o seu local de trabalho.

4. Embalagens recicláveis e sustentáveis

As embalagens podem ser mais ecológicas. Dispense soluções de plástico o máximo que puder.

Existem alguns tipos de embalagens feitas de vegetais, como cogumelos, cana de açúcar e fibra de coco. Contudo, essas opções podem ser mais caras.

Como alternativa mais acessível podemos citar as caixas de papelão, que podem ser recicladas, bem como panos e papel reciclável. Conheça mais algumas dicas de embalagens sustentáveis.

5. Estímulo ao consumo consciente

O consumo consciente é uma prática em que se valoriza produtos e serviços sustentáveis, bem como a sua total utilização e a reciclagem destes.

Nesse sentido, trata-se de um ideal mercadológico que já é praticado por consumidores, mas pouco estimulado pelos produtores e comerciantes.

Por isso, a dica é passar a estimular o consumo que pensa além do que adquirir uma simples peça. É preciso entender qual é o impacto dela no mundo (social e ambiental) e optar pelas melhores opções.

No entanto, ainda há um ciclo a ser concluído. Depois de escolher o melhor produto, os consumidores precisam utilizá-lo até o fim de sua vida útil. Por fim, é preciso saber descartá-lo corretamente para reciclagem.

Essas ações podem ser apoiadas pelas próprias empresas sustentáveis.

Crie sua conta no Mais ETC e faça parte do marketplace que estimula a venda e consumo de produtos sustentáveis!

Exemplos de empreendedorismo sustentável: 5 ideias de negócio

Empreendedora fazendo vasos de barro com cerâmicas sobre a mesa como um exemplo de empreendedorismo sustentável

Separamos abaixo algumas ideias de negócios sustentáveis:

Cosméticos

Você sabia que alguns cosméticos possuem ingredientes tóxicos e de descarte prejudicial ao meio ambiente?

É possível produzir cosméticos sustentáveis. Para isso, busque matérias-primas naturais coletadas de forma responsável. Priorize pequenos produtores.

O processo pode não utilizar nenhum produto de origem animal, se tornando assim vegano e logo mais sustentável.

Artesanato

O artesanato é uma solução que pode ser utilizada em diversos sentidos. É possível produzir com a mão, em pequena quantidade, com a quantidade suficiente de materiais.

Roupas

A moda pode ser bastante sustentável. A primeira solução é produzir roupas e acessórios a partir de produtos reciclados. 

Além disso, caso queira seguir o padrão de roupas de algodão, por exemplo, é necessário pensar em um fornecedor responsável, que realiza a produção consciente, economizando o máximo possível de água.

O slow fashion ainda pode ser praticado. Essa prática consiste na pequena produção, de modo com que os produtos não sobrem e sejam descartados de forma indevida.

Nesse sentido, existem negócios de moda que trabalham com o lançamento de coleções, drops e pré-venda.

Esses modelos têm como objetivo a produção limitada de peças, fazendo assim com que todas as peças sejam adquiridas, ou a compra sob demanda.

Como empreender de forma sustentável

Para empreender de forma sustentável é preciso se certificar de que a ideia de negócio tem viabilidade ambiental, social e econômica – além, é claro, da financeira.

No planejamento estratégico do seu negócio, pense em estratégias que conectem o propósito da empresa com um propósito de benefício coletivo.

Além disso, também é recomendável se associar a parceiros que praticam a sustentabilidade, desde os fornecedores até os canais de venda que você utilizará para vender seus produtos.

Você tem uma ideia de empreendedorismo sustentável? Saiba como vender seu produto com a ajuda da Mais ETC, o marketplace de economia colaborativa!

Conclusão

O empreendedorismo sustentável é uma solução que se mostra, não somente vantajosa para empresas, mas também como uma demanda mundial.

A produção irresponsável pode gerar prejuízos em um futuro não muito distante, onde a ecologia pode ser fortemente afetada.

É por esse motivo que a sustentabilidade é estimulada dentro dos negócios, por meio de propostas como os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU, ou o ESG (ambiental, social e governança) estabelecido pelo Pacto Global.

Conheça a Mais ETC, uma rede colaborativa entre produtores conscientes, que buscam fazer a diferença!

Gostou do artigo? Leia também: “Qual a importância do planejamento financeiro empresarial e como fazer”.

Compartilhe esse conteúdo

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Conteúdo relacionado