7 passos para enviar uma encomenda de forma eficiente

 7 passos para enviar uma encomenda de forma eficiente

Foto: Freepi

O envio do produto é uma etapa importante e que deve ser levada em consideração na hora de vender online

Já teve a má sorte de receber uma encomenda que comprou pela internet quebrada ou amassada? Talvez a loja te reembolsou ou enviou uma nova mercadoria, mas a experiência pode te deixar com um pé atrás para comprar novamente.

Por isso, por mais que pareça um detalhe, a embalagem é uma etapa muito importante na hora de conquistar o cliente. 

Então, separamos 7 dicas de como embalar um produto que pode te auxiliar na hora de enviar os seus produtos.

Foto: Freepik

1.Limites para envio

Antes de tudo, é importante ressaltar que os produtos devem ter um limite estabelecido para enviar mercadorias através do e-commerce.

A maioria das lojas utiliza os Correios, contudo, outras transportadoras também possuem regras parecidas, então, vamos nos embasar na estatal. 

Aqui, vamos falar sobre caixas, itens mais comuns. Contudo, para entender melhor outros tipos de envios, com envelopes, por exemplo, os Correios possuem um guia prático que pode te ajudar. 

 Em resumo, as dimensões mínimas e máximas para as caixas mais comuns são:

  • Comprimento (C): 15 cm – 100 cm
  • Largura (L): 10 cm – 100 cm
  • Altura (A): 1 cm – 100 cm
  • Soma das dimensões (C+L+A): 25 cm – 200 cm

Referente ao peso, os volumes máximos e mínimos aceitos pelos Correios são:

  • SEDEX: 30 kg
  • SEDEX 10, SEDEX 12 e SEDEX Hoje: 10 kg
  • PAC: 30 kg (remessa individual em âmbito nacional) ou 50 kg (remessa individual em âmbito estadual, entre localidades previstas em contrato)
  • PAC mini: 300 g

Caso não saiba a diferença entre as formas de envio, temos um texto especial que fala sobre os diferentes tipos de frete

Empresas com contrato com os Correios, como a +ETC, por exemplo, disponibilizam o envio de pacotes em outros tamanhos. 

Mas se você ainda estiver confuso, a nossa plataforma calcula para você. Basta colocar o tamanho da caixa de envio que nós indicamos qual a melhor forma de envio, o que pode te ajudar bastante a não passar dos limites.

2. Embalagens diferenciadas, preços diferentes

Os Correios e outras transportadoras possuem dois tipos de pesagens diferentes. 

  • O peso do produto junto à embalagem (quando o produto é pesado na balança já empacotado)
  • O peso cúbico da embalagem, ou seja,  o volume do pacote que será enviado

Entretanto, nos Correios, o peso cúbico só é considerado quando for de 5 kg ou menos. 

É importante ressaltar que o mais recomendado é que as embalagens sejam retangulares ou quadradas, pois os Correios podem cobrar uma taxa para produtos que precisam de um manuseio especial.

3 .Caixas de papelão

Como dito acima, a embalagem é fundamental na hora de enviar a sua mercadoria para o cliente. Por isso, é preciso entender qual o melhor pacote para a sua loja online.

É importante que elas sejam lisas e sem desenhos para serem aceitas pelas transportadoras. 

Método mais utilizado

As caixas de papelão são as mais usadas, e não é à toa. Elas possuem um custo-benefício maior e são as mais utilizadas para o e-commerce, pois são reforçadas e garantem a segurança do produto. Tanto em relação à umidade ou impacto. 

Uma dica muito legal para aumentar a experiência do consumidor, é personalizar a caixa por dentro. Nela, você pode escrever mensagens, colocar figurinhas ou pagar um pouco mais por impressões direto na embalagem. 

Elas podem ser compradas em vários tamanhos diferentes, além de poder acrescentar divisórias, bastante indicado para remessas de vinhos e cervejas, por exemplo.

Foto: Freepik

4.Embalagens plásticas

Essa opção também pode ser utilizada, principalmente para itens menores e com menos riscos, como roupas. 

Contudo, o risco de danos e extravio costuma ser maior. Por isso, uma opção são envelopes com plástico-bolha. Método bastante usado pela Amazon, por exemplo. 

Contudo, se precisar utilizar esse tipo de embalagem, se atente às dimensões estabelecidas (que no mínimo, deve ser 16cm por 11cm). 

5. Proteção dos produtos 

O plástico-bolha é indicado para mercadorias delicadas e frágeis como eletrônicos, por exemplo. Mas esse não é o único método que pode oferecer uma boa proteção. 

Isopor, papel pardo ou papel picado também são algumas das opções para ocupar os espaços vagos da embalagem e assim, evitar danos. 

Já os sacos de ar podem auxiliar se o pacote tem mais de um item. Ele serve para evitar o choque entre os produtos. 

Outras opções que podem ser úteis, são as fitas antiviolação e etiquetas de “produto frágil”

6. Escolha opções sustentáveis

Uma dica importante tanto para o planeta quanto para cativar o consumidor é escolher soluções sustentáveis. 

Por isso, opte por embalagens orgânicas, recicláveis ou biodegradáveis.  Pacotes feitos com menos recursos naturais, pouca energia e que causam menos impacto no descarte também podem ser uma opção. 

Muitas vezes, a opção pode ser mais cara, mas no final, é melhor para todo mundo.

7. Unboxing Experience 

Lembra quando falamos sobre customizar a caixa? Pois é, essa prática tem um nome, e se chama Unboxing Experience. 

A experiência do consumidor ao retirar o produto da caixa, é um elemento que pode fazer toda a diferença na  hora de fidelizar o cliente. Já falamos sobre isso aqui. 

Por isso, enviar embalagens bonitas, cheirosas ou com brindes, pode auxiliar e muito em futuras compras e até na recomendação da sua  loja. 

Compartilhe esse conteúdo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Conteúdo relacionado